quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Cargo de diplomata terá cotas para negros

Sai nesta quarta-feira, 29, no Diário Oficial da União uma portaria assinada pelo ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim, que determina cotas para o concurso de ingresso à carreira diplomática do Instituto Rio Branco, a partir do ano que vem.

Serão destinados 10% das vagas na primeira fase do concurso, que corresponde a parte objetiva (língua portuguesa, história do Brasil e política internacional segundo o Itamaraty, não haverá aumento no número de vagas.

A iniciativa surpreendeu o candidato Denilson Santos, que acredita ter mais possibilidades a partir de agora. “Aumenta a inserção dos afrodescendentes na carreira e aqueles que achavam que não tinham o preparo suficiente têm mais chances de passar pelo menos para a 2ª fase”, afirma. O concurso é um do mais concorridos do País. No ano passado foram 13.771 inscritos para 108 vagas.

Ação afirmativa - Em nota, o Ministério de Relações Exteriores afirmou que esta iniciativa integra o Programa de Ação Afirmativa, iniciado em 2002, que concede bolsas de estudo a candidatos afrodescendentes, com o objetivo de auxiliar na sua preparação para o exame de admissão à carreira diplomática.

São 66 bolsas no valor de R$ 25 mil para custear um cruso preparatório, comprar livros e outras despesas pessoais do candidato.

Alex Lima - Contatos: noticiaefatos@gmail.com
Twitter:@noticiaefatos
Cel:9977-6454

Nenhum comentário:

Postar um comentário