segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Curso obrigatório para mototaxistas

Agora é para valer. Para usar a moto como instrumento de trabalho, todo condutor precisa passar por um curso específico de 30 horas-aula, estar habilitado há no mínimo dois anos na categoria “A” e ter, pelo menos, 21 anos de idade. As determinações entraram em vigor em 15 de dezembro, seguindo as instruções da resolução 350 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). O motofretista ou mototaxista flagrado pela fiscalização em situação que contrarie a resolução terá a moto apreendida e será multado.

O curso é dividido em teórico e prático. As aulas teóricas somam 20 horas e incluem palestras sobre ética e cidadania, noções básicas de legislação, gestão do risco sobre duas rodas, além de segurança e saúde. As demais 10 horas ficam para o treinamento de transporte de cargas ou pessoas. O curso será ministrado pelos Detrans ou por instituições credenciadas e autorizadas.

O motociclista que não tiver 100% de frequência no curso e não for aprovado na prova (com 70% de acerto, ao menos), terá 30 dias para tentar novamente, de acordo com Gilberto Almeida dos Santos, presidente do SindimotoSP, o sindicato dos motoboys de São Paulo. Para Santos, a medida vai ajudar a qualificar o serviço prestado pelos profissionais.

Do auto esporte

Alex Lima - Contatos: noticiaefatos@gmail.com
Twitter:@noticiaefatos
Cel:9977-6454

Nenhum comentário:

Postar um comentário