segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Na divisa do Acre, desmate segue descontrolado

Segundo o relatório do Sistema de Deteção de Desmatamento em Tempo Real (Deter) divulgado nesta semana pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) o aumento do desmatamento na Amazônia preocupa as autoridades ambientais. Pará e Mato Grosso continuam no topo do ranking, mas na divisa com o estado acreano, em Boca do Acre e Rondônia, a devastação é bem maior.

Segundo o relatório, o estado do Amazonas teve aumento de 85,4% no desmatamento de setembro e outubro de 2010 em relação ao mesmo período de 2009, com os casos mais graves ocorrendo na porção sul e na divisa com o Acre, onde a devastação cresceu 271,8% na mesma comparação. No mesmo período, o crescimento foi de 81,2% em Rondônia, de 139,6% no Maranhão e de 458% em Tocantins, que desmatou 5,31 km² em setembro e outubro de 2010. O Acre desmatou 41,80 km², contra 11,24 km² no mesmo período de 2009. A capital de Rondônia, Porto Velho, foi o município que mais desmatou a floresta em setembro e outubro, com 87,04 km² de mata derrubada.

Com informações do Inpe

Alex Lima - Contatos: noticiaefatos@gmail.com
Twitter:@noticiaefatos
Cel:9977-6454

Nenhum comentário:

Postar um comentário