sexta-feira, 25 de março de 2011

Governador Tião Viana leva investimentos para o Jordão

Geração de emprego e renda e melhoria da qualidade de vida das pessoas são prioridades. Cidade terá 100% de suas vias urbanas pavimentadas até 2012

governador_no_jordao_foto_sergio_vale_15.jpg
governador_no_jordao_foto_sergio_vale.jpg
O governador Tião Viana esteve nesta quinta-feira, 24, no Jordão acompanhado de vários secretários de Estado (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Um governo, para ser de todos, precisa estar em todos os locais, dos mais importantes centros urbanos aos rincões mais isolados. O governo do Acre está fazendo verdadeira essa afirmação, garantindo que todos os acreanos sejam beneficiados com as obras sociais e com o desenvolvimento econômico. Na manhã desta quinta-feira, 24, uma caravana governamental chegou a um dos mais necessitados municípios do Acre e, por que não dizer, do Brasil: Jordão, localizado a 450 quilômetros em linha reta da capital, Rio Branco. O município será beneficiado com investimentos que devem ultrapassar a casa dos R$ 3 milhões. Importante lembrar que o que a prefeitura daquela cidade recebe de Fundo de Participação dos Municípios (FPM) não ultrapassa a casa dos R$ 400 mil por mês.

Jordão já foi considerada uma das cidades com mais baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Nos últimos anos recebe incentivos por parte do governo do Estado. A cidade, que antes era obrigada a ver seus jovens buscando outros centros para concluir os estudos, hoje conta com ensino fundamental e médio de qualidade e ensino superior fornecido pela Universidade Federal do Acre (Ufac).

A caravana que aportou na cidade nesta quinta-feira tinha à frente o govenador do Acre, Tião Viana, que fez questão de levar consigo seus principais assessores e secretários, entre eles o diretor-presidente do Departamento de Pavimentação, Saneamento e Abastecimento, Gildo César; o secretário de Pequenos Negócios, José Carlos Reis; o secretário de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar, Lourival Marques; o diretor-presidente do Departamento de Estradas de Rodagem e Hidrovias, Marcos Alexandre; e o comandante da Polícia Militar, coronel José dos Reis Anastácio. O vice-governador César Messias e os deputados estaduais Moisés Diniz (PCdoB) e Jonas Lima (PT) também fizeram parte da caravana.

O prefeito Hilário Melo agradeceu ao governador pelos investimentos feitos na cidade e disse que, no pouco tempo que Tião Viana permaneceu na cidade, ele conseguiu mais do que esperava. “O governador trouxe muita coisa para nós já garantidas no papel, mas também se mostrou sensível a outros problemas que enfrentamos e, nesses poucos minutos que conversamos, ele já nos garantiu muitos outros incentivos e benefícios que devem chegar à cidade em pouco tempo”, agradeceu Melo. O prefeito também conseguiu o compromisso do deputado Jonas Lima de que reivindicará junto à bancada federal recursos para a construção de uma quadra de esportes em uma das escolas da cidade.
governador_no_jordao_foto_sergio_vale_25.jpg
O governo do Estado anunciou a construção de 10 tanques para a criação de peixes e fez a entrega de mil pintos do tipo caipirão (Foto: Sérgio Vale/Secom)

O vice-governador César Messias lembrou que esteve na cidade no mês de dezembro e pôde comprovar o quanto o governo do Estado tem sido fundamental para o desenvolvimento da cidade. Ele disse que, naquela oportunidade, 97 pessoas foram formadas com curso superiores e já estão atuando na cidade na formação de jovens. Agora, afirmou, Messias, o governo continua os investimentos que vão mudar sensivelmente a vida da cidade. “Só para se ter uma ideia, os tanques para criação de peixes que vamos anunciar aqui têm condições de produzir até 100 toneladas por ano”, contou.

Os deputados Moisés Diniz e Jonas Lima também disseram estar felizes de ver tantos investimentos em uma cidade como Jordão, que carece da presença constante dos serviços públicos. “Eu estou impactado de ver as obras que estão sendo realizadas e também o que já vem sendo realizado, como a pista do aeroporto, uma das maiores e mais bem construídas do interior do Estado”, disse Jonas Lima. “Jordão não tem 20 anos de fundação e não tinha ensino médio até um dia desses. Hoje nós temos pessoas fazendo passeata nas ruas em agradecimento por cursos superiores que já estão presentes em Jordão”, afirmou Diniz.

Desafios para mudar a realidade econômica das cidades

O governador Tião Viana lembrou que são muitos os desafios que levam à transformação social e econômica das cidades do interior do Acre. Segundo ele, é preciso que se discutam intensamente soluções para os problemas e que se estudem viabilidade que permitam o desenvolvimento sustentável com a geração de emprego e renda e com a melhoria da qualidade de vida das populações. Jordão, de acordo com o governador, é um desses lugares onde o governo do Estado não tem medido esforços para apresentar projetos que tendem a se tornar sucesso, mudando para melhor a vida da população.

“Sei que ainda temos muitos problemas a resolver por aqui. Sei que temos problemas com a água e com o esgotamento sanitário. Mas, em pouco tempo, teremos mais de 70% das residências atendidas com esgoto, índice que supera cidades como São Paulo e tantas outras grandes metrópoles brasileiras. Isso vai influir significativamente na qualidade de vida das pessoas que vivem aqui”, disse Viana.

O governador contou que os investimentos devem influir em diversos setores da economia da cidade e que os resultados devem beneficiar todos os munícipes.

Rota aérea e ramal para o rio Muru

Um dos primeiros anúncios feitos pela equipe de governo em Jordão arrancou fervorosos aplausos. O governo do Estado vai ampliar o programa de rotas aéreas subsidiadas e vai garantir mais um voo semanal ligando Jordão a Rio Branco, somando-se a outro que já funcionava uma vez por semana.

Jordão é um dos municípios mais isolados do Acre. Só se chega ali se for de avião ou de barco saindo de Tarauacá e navegando o rio que leva o mesmo nome por vários dias. De avião, sem o subsídio do governo do Estado, uma passagem para a capital custaria algo em torno de R$ 400 ou R$ 500. Com o subsídio, a passagem na nova rota não deve ultrapassar os R$ 200.

O anúncio da nova rota foi feito por Marcos Alexandre. “Essa nova rota foi um pedido feito pelo deputado Moisés Diniz. O governador entendeu a sua viabilidade e estamos aqui anunciando que em poucos dias ela já deve estar em funcionamento”, disse Alexandre.

O diretor do Deracre também informou que o governo do Estado vai dar continuidade à obra do ramal do rio Muru. O ramal tem 47 quilômetros, dos quais 26 já estão concluídos. Neste ano, o Deracre deve concluir mais 11 quilômetros e dar a manutenção na parte já concluída. “Até o fim de 2012, nós estaremos concluindo toda a extensão do ramal”, anunciou Marcos Alexandre. Na região do rio Muru está uma das comunidades mais produtivas do município. A ligação até lá é fundamental para garantir o pleno abastecimento da cidade.

Pavimentação de vias e melhoria no abastecimento de água

O outro anúncio que foi saudado com alegria pelos moradores de Jordão foi feito pelo diretor do Depasa, Gildo César. Ele afirmou que, até o fim deste ano, metade das ruas da cidade vai estar pavimentada com tijolos produzidos na cidade e a outra metade até o fim de 2012. “Os tijolos e a mão-de-obra usados serão daqui de Jordão, o que vai aquecer a economia da cidade, gerando emprego e renda”, garantiu Gildo César.

O diretor anunciou ainda que serão investidos R$ 283 mil para melhorias no sistema de abastecimento de água. “O sistema está passando por adequações. Nós estamos fazendo a ampliação de rede para que a água chegue às casas das pessoas e elas possam ter a melhoria da qualidade de vida.”

Pequenos negócios e empreendedorismo

Jordão tem uma população aproximada de 6,8 mil pessoas. Desses, 35% vivem em regiões indígenas. 22 aldeias Kaxinawás estão localizadas na área do município. A economia é baseada na agricultura de subsistência e a principal renda de quem vive na cidade provém do serviço público. A prefeitura é o principal empregador. Outras tantas famílias sobrevivem de recursos de programas sociais, como o Bolsa Família.

O governo do Estado entendeu que é necessário que a população de Jordão encontre uma alternativa para a geração de emprego e renda. José Carlos dos Reis foi encarregado pelo governador Tião Viana de pensar viabilidades econômicas para os moradores do Jordão. Reis anunciou um pacote de cursos de formação de mão-de-obra que vai ser oferecido em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). “Teremos cursos de eletricistas, de mecânica de motores de barco, de mecânica de motocicletas e bicicletas, marcenaria e outros”, disse o secretário. Reis também informou que o Instituto Dom Moacyr, que também atua na formação de mão-de-obra, vai fornecer cursos de corte e costura e cabeleireiro.

“Depois que realizarmos esses cursos e formarmos os profissionais para essas diversas áreas, estaremos discutindo com essas pessoas a viabilidade da formação de negócios próprios. Nós vamos ajudar aqueles que se interessarem a se tornarem empreendedores, gerando renda e emprego para eles e para tantos outros profissionais”, disse, entusiasmado, José Carlos Reis.

Reforço na cadeia alimentar do peixe e do frango

Jordão está localizado na região de cabeceira de dois importantes rios do Acre, o Tarauacá e o Muru. Essa localização geográfica traz a desvantagem da carência de pescado. Jordão também não dispõe de grandes áreas para a pecuária, haja vista que a maior parte de suas terras pertence a aldeias indígenas ou a áreas de proteção ambiental. Em virtude disso, há uma grande carência de proteínas na dieta alimentar das pessoas que ali vivem.

O governo levou uma alternativa viável e de baixo custo para esse problema e que também contribui para a economia da cidade de forma significativa. O secretário Lourival Marques anunciou a construção de 10 tanques para a criação de peixes e a entrega de mil pintos do tipo caipirão. Afora isso, Marques anunciou a construção de cinco estufas para hortaliças e 50 kits para casas de farinha.

“Além desse investimento, o governador Tião Viana autorizou a liberação de R$ 270 mil para a compra da produção agrícola. Vamos adquirir feijão, milho, farinha, hortaliças e tudo mais que for produzido”, garantiu Lourival Marques.

Segurança e condições de trabalho para policiais

O coronel Anastácio anunciou que a Polícia Militar na cidade deve receber mais apoio para desenvolver seu trabalho. Ele também anunciou que a cidade será beneficiada com o Proerd, um programa que orienta os jovens quanto aos riscos do uso de drogas. “Tem um policial em Rio Branco fazendo curso de educador social do Proerd para alunos do quinto e do sétimo ano. Esse soldado deve retornar a Jordão em poucos dias e vai atuar na orientação de jovens para evitar que eles sejam levados para o mundo das drogas”, afirmou o comandante da PM.
Agencia de Noticias

Alex Lima - Contatos: noticiaefatos@gmail.com
Twitter:@noticiaefatos
Cel: 9977-6454/9234-0590/8422-8854
MSN:
noticiaefatos@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário