sexta-feira, 25 de março de 2011

Os “fichas sujas” do Acre que passam a ser ficha limpa

Ficha_limpa

Entre os beneficiados pela decisão do STF, estão figuras conhecidas da política do Acre.

José Altamir Taumaturgo de Sá - candidato ao cargo de Deputado Estadual pelo Partido Republicano Progressista (PRP). José Altamir teve suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), nos exercícios de 1999, 2000, 2001, 2002, 2003 e 2006, período em que foi prefeito de Santa Rosa do Purus.

José Bestene - candidato a Deputado Estadual pelo Partido Progressista (PP), que fora condenado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) por improbidade administrativa dolosa, quando exerceu o cargo de Secretário de Saúde e Saneamento do Estado do Acre, no ano de 1996

Francisco Amorim - teve as contas rejeitadas pela Câmara de Vereadores e pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e desaprovadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU), referentes ao período em que exerceu o cargo de prefeito de Rodrigues Alves.

Francisco Vagner Santana Amorim, o Deda (PP). O candidato a deputado estadual teve as contas referentes ao período em que exerceu o cargo de prefeito de Rodrigues Alves rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e desaprovadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Romildo Magalhães (PSC). O ex-governador do Acre teve suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União durante o período em que foi governador.

Jairo Cassiano (PDT). O ex vice-prefeito de Sena Madureira teve o mandato cassado sob acusação de ter comprado votos durante o pleito de 2008.

Vilseu Ferreira (PP). O candidato teve o mandato cassado por, segundo a Justiça, ter comprado votos quando se candidatou a prefeito do município de Acrelândia.

Lourival Mustafa (PC do B).Teve contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) durante o exercício de mandato de Prefeito de Capixaba.

José Gadelha das Chagas (PC do B). Segundo o TRE-AC, o candidato foi condenado em processo eleitoral que apurou a prática de condutas vedadas aos agentes públicos em campanhas eleitorais.

Francisco Rodson (PR). O candidato foi multado em R$ 12 mil pelo TRE-AC por prática de doação irregular na campanha eleitoral de 2006.

Alex Lima - Contatos: noticiaefatos@gmail.com
Twitter:@noticiaefatos
Cel: 9977-6454/9234-0590/8422-8854
MSN:
noticiaefatos@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário