terça-feira, 26 de abril de 2011

175 pessoas perderam a vida no trânsito do feriado

Durante o feriado religioso, mais de 28 mil motoristas fizeram o teste do bafômetro. Desse total, 309 foram presos em flagrante e encaminhados a delegacias. Outros 754 foram reprovados no teste por ter ingerido bebidas alcoólicas antes de dirigir.

A PRF informou ainda que a quantidade de motoristas flagrados dirigindo após terem ingerido bebida alcoolica é semelhante ao registrado no carnaval. Durante a Operação Semana Santa, foram feitos quase 20 mil testes por dia e, em média, 52 motoristas embriagados foram flagrados.

De acordo com a Polícia Rodoviária, a comparação foi feita com o feriado do carnaval porque os dois períodos de folga tiveram a mesma duração. A Operação Semana Santa foi a segunda maior da PRF neste ano, perdendo apenas para a mobilização feita no carnaval.

O coordenador-geral de Operações da PRF, Inspetor Giovanni de Mambro, afirmou que a expectativa era por uma redução maior, apesar do aumento na quantidade de veículos circulando nas estradas brasileiras. Segundo ele, o principal motivo na queda no número de mortes nas estradas é a conscientização dos motoristas.

“Percebemos que esse feriado favoreceu um aumento no fluxo de veículos. Tivemos os principais corredores estrangulados, engarrafamentos significativos. A redução talvez [tenha ocorrido] por uma composição de fatores, como campanhas para tentar conscientizar os usuários”, afirmou do Mambro.

O comando da operação fez ainda críticas em relação à falta de infraestrutura do sistema rodoviário brasileiro, que contribui para a insegurança nas estradas. O inspetor Giovanni Di Mambro afirma que falhas de engenharia são fatores que contribuem para a violência nas estradas.

Segundo ele, a frota brasileira de carros aumentou pelo menos 150% nos últimos 15 anos e não foram construídos novos trechos de estradas, apenas foram recuperadas as vias.

“Nossa estrutura de transporte rodoviário é da década de 1980. Rodovia segura não é rodovia sem buraco. É uma rodovia duplicada, sinalizada, com menos curva, viaduto, túnel. Não tem como se colocar toda a culpa no usuário. É uma série de fatores que têm que se analisados”, disse o comandante-geral de Operações da PF.

Ano passado
Em relação ao feriado da Semana Santa do ano passado, o número de mortos nas rodovias federais aumentou 53,5%, mas, em 2010, a operação da Polícia Rodoviária Federal durou quatro dias e não seis, como neste ano.

Em 2010, PRF registrou 114 mortes nas estradas federais na Semana Santa e, neste ano, 175.

Alex Lima - Contatos: noticiaefatos@gmail.com
Twitter:@noticiaefatos
Cel: 9977-6454/9234-0590/8422-8857
MSN:
noticiaefatos@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário