sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Pastora evangélica é presa acusada de agredir enteada em AP

Uma pastora evangélica de 36 anos foi presa na manhã de quarta-feira acusada de agredir fisicamente sua enteada de 3 anos no bairro Infraero, Macapá (AP). A Polícia Militar chegou à residência após denúncia de uma vizinha e encontrou a criança com hematomas nas costas e cabeça.

A polícia acredita que os machucados tenham sido causados por cordas e fivela de cinto. Além dos hematomas, foram encontradas marcas de arranhões pelo pescoço de criança. De acordo com a vizinha, a violência era recorrente e há suspeita de que as duas filhas da acusada, uma de 18 e outra de 12 anos, também tenham participado das agressões.

Claudia Gomes foi presa por volta das 10h e encaminhada para o 2º Batalhão de Polícia Militar da cidade. Seu marido, que não teve a identidade revelada, garantiu que, por trabalhar o dia inteiro fora de casa, não percebeu nada de errado com a filha. A mãe da criança mora em Belém (PA).

A acusada foi encaminhada para a Delegacia de Crimes contra a Mulher, onde foi autuada por lesão corporal e maus tratos. Como não teve condições de pagar a fiança estabelecida pela delegada, Claudia foi encaminhada para uma penitenciária da cidade.

O caso deve ser enviado à Justiça, que decidirá o destino da criança. De acordo com a polícia, o pai da vítima chegou a pedir para que a delegada não registrasse a ocorrência contra sua mulher e disse que não pretendia se separar dela.

Terra

Alex Lima - Contatos: noticiaefatos@gmail.com
Twitter:@noticiaefatos
Cel: 9977-6454/9234-0590/8422-8857
MSN:
noticiaefatos@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário