sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Seleção Brasileira de base é prioridade

Os gritos de gols não foram lá tão entusiasmados em um dos bares mais autênticos de São Paulo, a Mercearia São Pedro, na Vila Madalena. Afinal, o Brasil estava jogando com uma Argentina desfigurada. No país vizinho, não acontece o mesmo que passa por aqui, com vários jogadores brasileiros de ponta atuando nos grandes clubes nacionais, já que ir para o exterior (ou ficar por lá) não tem sido tão compensador assim para os brazucas como no passado recente – agora então, com a situação econômica periclitante na Europa, pode se esperar que esse êxodo diminua ainda mais.

Dessa forma, promover jogos entre Brasil e Argentina somente com atletas em atuação em seus campeonatos nacionais, como foi feito nas duas partidas entre ambas seleções, deu vantagem à seleção verde-amarela. Ao contrário do Brasil, a Argentina vive um quadro econômico penoso.

Dessa forma, contamos com Ronaldinho Gaúcho, Fred, Neymar, Lucas e alguns outros jovens que, se fosse alguns anos atrás, já tinham se debandado para o velho continente há algum tempo. Do lado da Argentina, faltou o genial Messi e o Aguero, que atuam na Europa. Além disso, Riquelme e Veron estavam machucados – os dois atuam em seu próprio país.

Enfim, podemos comemorar, mas de forma comedida. Como fizeram os frequentadores da Mercearia. A vitória de 2 a 0 sobre os hermanos serve, porém, para avaliar que estamos começando a formar um time. Mas creio que isso será mais difícil se continuarmos somente tendo como referência os amistosos que vem sendo programados.

Como o Brasil está já classificado para a Copa de 2014 por conta de ser país-sede, não há mais nenhuma competição oficial para equipe daqui para frente (a última foi a Copa América), com exceção da Copa das Confederações em 2013.

Com o time em renovação, creio que, por conta de todo esse quadro, deveríamos olhar mais de perto as competições oficiais dos times de base. Aliás, deveríamos, neste momento, priorizar a tão sonhada medalha de ouro no futebol nos Jogos Olímpicos do ano que vem, já que o calendário nos favorece.

Para a Seleção Brasileira de base, vem ainda aí o Pan Americano e o Sul-Americano Sub-15. Já rolou este ano o Sul-Americano sub-20 (Brasil campeão), o Mundial Sub-20 (Brasil campeão) e o Mundial Sub-17 (Brasil quarto lugar).

Amistosos do Brasil principal são importantes assim como a observação de jogadores no Campeonato Brasileiro, mas para quem espera renovação e novidades para 2014, o momento é da torcida também olhar o que acontece com a Seleção Brasileira de base.

Augusto Diniz

Alex Lima - Contatos: noticiaefatos@gmail.com
Twitter:@noticiaefatos
Cel: 9977-6454/9234-0590/8422-8857
MSN:
noticiaefatos@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário