quarta-feira, 28 de março de 2012

Angelim recua e retira projeto de empréstimo da pauta. Ele agora quer diálogo

A presença do pastor Jonas Costa na Câmara Municipal de Rio Branco, nesta terça-feira (27), deixou claro o sinal vermelho na relação entre o prefeito Raimundo Angelim e a bancada de vereadores de resistência formada pelos partidos PSDB, PP, PMDB, PPS e PTC. Jonas assistiu calado os discursos inflamados de Alonso Andrade [PSDB] e Sargento Vieira [PPS], por conta das declarações do vereador Roger [PSB] e Elias Campos [PRP] em alguns órgãos de imprensa.
Chamar a bancada de oposição de irresponsável serviu para acirrar ainda mais os ânimos, o pequeno expediente foi agitado. A estratégia acabou afastando a possibilidade do vice-presidente da Mesa, vereador Rodrigo Pinto [PMDB] votar a favor do executivo. Os rumores de que o peemedebista seguiria orientação do deputado federal Flaviano Melo foram afastados pelo próprio aliado.
- Votarei com a oposição, votarei com a oposição – esclareceu Pinto.
A ausência da vereadora Ariane Cadaxo prejudicou ainda mais a articulação. Ontem (27) à tarde, a executiva municipal do PRP que já fechou questão para votar contra o financiamento, se negou a sentar com o executivo. A postura adotada pelo partido deixou no paredão, os vereadores Elias Campos e Raimundo Vaz.
Com a saída em silêncio do pastor Jonas da galeria, coube ao vereador Ricardo Araújo dar explicações à imprensa. O petista disse que a luta continua e que o prefeito Raimundo Angelim está disposto a dialogar com os 14 vereadores. Se conseguir coalizão, o projeto volta na próxima terça-feira (03/04). Jonas é assessor técnico da prefeitura de Rio Branco e membro da Assembleia de Deus de Rio Branco.
Jairo Carioca,
jscarioca@globo.com


Alex Lima - Contatos: noticiaefatos@gmail.com
Twitter:@noticiaefatos
Cel: 9977-6454/9234-0590/8422-8857
 

MSN: noticiaefatos@gmail.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário