sábado, 28 de abril de 2012

Fugazes, compactos e pós-modernos! .

Que a gente vive num mundo de extrema velocidade, disso eu penso que ninguém duvida. Por conta desse estado de coisas, não sei se todo mundo já percebeu, praticamente não dá tempo para curtir uma glória eventual ou mesmo para chorar longamente algum tipo de dor. Características de uma época que a ciência chama de pós-modernidade!
Diluídas tanto as nossas antigas noções de espaço quanto de tempo, com o apoio irrestrito e fundamental, é claro, das novas tecnologias da comunicação, é possível, por conseguinte, com base nessa constatação expressa aí no parágrafo anterior, dizer que as criaturas deste século XXI vivem num estado de presentificação perpétua. Só o presente é que conta!
Pois muito bem. Mas o que é que tem a ver o futebol nosso de cada dia, tema dessas mal traçadas aqui do velhinho, com a fugacidade do nosso cotidiano? Tem tudo a ver e eu lhes digo já. Acontece que o veloz e o fugaz também já chegaram ao "esporte bretão" (mais antiga, impossível). Praticamente, joga-se num dia, no outro idem, e logo em seguida também.
E assim, com tanto jogo todos os dias (não que eu ache ruim, muito pelo contrário), tanto a glória da vitória não pode ser curtida (a não ser que o time vencedor engate uma sequência de resultados positivos) quanto a dor da derrota não maltrata muito (a não ser que, em sentido diametralmente oposto, os perdedores engatem uma sequência negativa).
Veja-se, para exemplificar essa minha tese, o caso do Nauas, glorioso Cacique do Juruá. No dia 19 de abril, sapecou quatro a zero, fora de casa, no Independência, deixando sua torcida em êxtase. Três dias depois empatou com o Juventus, em casa, deixando a torcida desconfiada. Mais quatro dias e apanhou do Atlético, deixando a torcida emburrada!
Ou então, veja-se o caso do próprio Independência, que começou o ano rebaixado para a segunda divisão, fato que fazia os seus torcedores andarem por aí em completa solidão. Eis que, por uma combinação de dois fatores (a desistência da Adesg e o convite da federação), o Tricolor volta à cena, se dana a ganhar alguns jogos e deixa a torcida em estado de graça!
Se o velhinho aqui sabe onde vamos parar com tanta velocidade de ações e troca de emoções? Não, o velhinho não sabe. Talvez reaprendamos a agrupar o átomo (dividir não é nada demais, desde o lançamento da bomba em Hiroshima, né mesmo?), talvez reaprendamos o prazer da contemplação, de pegar um mandi na piracema... Sei lá eu o que mais...
O certo é que, por enquanto, o show não pode parar. Tem gente que perdeu ontem e precisa muito ganhar hoje. E então, nada melhor do que um novo confronto. Assim, o máximo que eu posso fazer é anunciar os jogos deste domingo: Alto Acre x Nauas, Plácido de Castro x Juventus e Atlético Acreano x Rio Branco. Sem esquecer que no meio da semana tem mais!
Somos pós-modernos, seja lá o que isso signifique!

Francisco Dandão  

Alex Lima - Contatos: noticiaefatos@gmail.com
Twitter:@noticiaefatos
Cel: 9977-6454/9234-0590/8422-8857
 

MSN: noticiaefatos@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário