segunda-feira, 18 de junho de 2012

Exército do Egito promete dar poder ao novo presidente ainda em junho .

Irmandade Muçulmana já 'cantou vitória' de seu candidato, Mohamed Morsi.
Resultado final deve sair apenas na quinta-feira (21).

A junta militar que governa interinamente o Egito se comprometeu novamente nesta segunda-feira (18) a entregar o poder antes do dia 30 de junho ao vencedor das eleições presidenciais do fim de semana.
O Conselho Supremo das Forças Armadas (CSFA) transferirá o poder ao novo presidente antes de 30 de junho, assegurou o general Mohammed al-Assar, em coletiva de imprensa.
O novo presidente terá no entanto, pouca margem de manobra devido às amplas prerrogativas que o exército se concedeu no domingo.
"O presidente da República será investido de todos os poderes de um presidente da República", enfatizou Assar.A Irmandade Muçulmana reinvidicou, nas primeiras horas desta segunda, a vitória do seu candidato Mohamed Morsi nas primeiras eleições presidenciais pós ditadura de Hosni Mubarak.
O resultado final será anunciado na quinta.
Se a vitória de Morsi for confirmada, será o primeiro governo em 60 anos com um presidente sem ligação estreita com os militares.
O site oficial do Partido Liberdade e Justiça, braço político do grupo, anunciou em uma pequena mensagem que Morsi era "o primeiro presidente egípcio eleito popularmente".
O chefe da campanha do ex-premiê Ahmed Shafiq, Ahmed Sarhan, rejeitou a mensagem. "Não aceito isso, não vamos considerar números errados".

G1  

Alex Lima - Contatos: noticiaefatos@gmail.com
Twitter:@noticiaefatos
Cel: 9977-6454/9234-0590/8422-8857
 

MSN: noticiaefatos@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário