quinta-feira, 19 de julho de 2012

Longuini recorre ao CNJ e posse de Bonfim como desembargadora é suspensa

Inconformada por não ter sido a escolhida para a 10ª vaga de desembargador, a juíza Regina Longuini recorreu ao Conselho Nacional de Justiça, (CNJ) e conseguiu impedir que sua colega de Judiciário, a também juíza Denise Bonfim, tomasse posse do cargo.

A solenidade estava marcada para o próximo dia 27, mas o Tribunal de Justiça vai ter que esperar um pouco mais. O CNJ suspendeu a decisão dos desembargadores do Acre e só vai liberar a posse, quando analisar os critérios de avaliação usados no TJ/Acre.

Denise Bonfim ocuparia a 10ª vaga criada em dezembro do ano passado. A magistrada concorreu com outros cinco juízes, conseguindo sair vitoriosa por apresentar maior produção que seus colegas de judiciário. E é justamente esses números que estão sendo questionados pela juíza Regina Longuini, que no processo de escolha ficou em segunda lugar.

No dia da escolha, chegou a gravar entrevista, afirmando que aceitava a decisão do TJ. Poucos dias depois, reviu sua decisão e mudou de planos.

O Conselho Nacional de Justiça está exigindo que o TJ Acre preste informações até a próxima segunda-feira.

Pelo jeito a escolha da décima vaga pode virar um problema e um atrito entre os magistrados.

Antes da escolha, um dos juízes, Francisco Djalma, tinha apresentado denúncias quanto aos números apresentados por Regina Longuini. Ele desistiu da acusação. Agora é Longuini quem aponta a metralhadora.

Adailson Oliveira

Alex Lima - Contatos: noticiaefatos@gmail.com
Twitter:@noticiaefatos
Cel: 9977-6454/9234-0590/8422-8857
 

MSN: noticiaefatos@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário