sábado, 28 de julho de 2012

Polícia Civil prende acusados de roubar e incendiar comércio no Montanhês


Delegado Alcino com meliante
Faísca é conduzido para a sala onde seria ouvido pelo delgado Alcino Júnior (Foto: Assessoria)
O delegado Alcino Ferreira Júnior e o investigador Elias, da Delegacia Antiassalto da Polícia Civil (DAPC) mostraram habilidade e competência, prenderam Andrew Franco dos Santos, 19, o Faísca, irmão gêmeo de Anderson Franco dos Santos, o Fumaça, assassinado na quinta-feira na Invasão do Caladinho ao enfrentar um policial militar com uma faca.
 Investigadores da DAPC prenderam também em ação isolada o traficante e assaltante Ruan Geovani Melo de Arruda, 19, que era apontado como homem de confiança de Faísca e Fumaça, e segundo a investigação fizeram ruir a tranquilidade de moradores dos conjuntos: Montanhês, Jorge Lavocat e região do Caladinho. Os gêmeos, como são conhecidos são acusado de vários crimes, dentre os quais assaltos, furtos, tráfico de drogas, estupro e extorsão, além de formação de quadrilha.
Desde a madrugada de quarta-feira quando vários homens atearam fogo em uma mercearia no Montanhês que policiais da Delegacia Antiassalto da Polícia Civil (Dapc), sob o comando dos delegados Karlesso Néspoli e Alcino Júnior iniciaram as investigações e descobriram o envolvimento dos gêmeos e dos demais membros do bando, por eles comandado.
De posse de informações que pessoas estariam sendo pressionadas e ameaçadas de morte caso procurassem á polícia para prestar queixa, entre as vítimas consta uma estudante de 14 anos, estuprada por um dos gêmeos. Os delegados da DAPC representaram pela prisão de Faísca e Fumaça, obtendo o parecer favorável da Justiça.
Ruan Wanderley Jairo
Ruan, Wanderley e Jairo faziam parte da gangue liderada pelos iirmãos gêmeos (Foto: Da Assessoria)
Com a morte de Fumaça ocorrida na quinta-feira durante uma abordagem da PM na Invasão do Caladinho, Faísca continuava foragido até ser encontrado numa residência de parentes, pelo delegado Alcino Júnior e o investigador Elias, que conseguiram prendê-lo.
Na residência existiam 16 pessoas além do procurado. O delegado e o investigador conseguiram convencer que Faísca se entregasse, sem resistência. Ele foi levado para a sede da DAPC e deverá ser encaminhado ao presídio ainda hoje juntamente com seu cúmplice Ruan Geovanni Melo da Cunha, preso no inicio da noite de quinta-feira.
A Polícia Civil também prendeu Jairo Alves Valentin, 21, acusado de integrar uma gangue que atuava na cidade de Sena Madureira (145 quilômetros de Rio Branco). Valentin, segundo a polícia, na companhia de outras sete pessoas mataram com dezenas de tiros um desafeto no bairro Bom Sucesso, naquela cidade, há cerca de 60 dias. Ele foi capturado pelos investigadores da Delegacia de Repressão a Entorpecente (DRE) nas cercanias da rodoviária da capital na tarde quinta-feira.
Por volta de 6h30 desta sexta-feira, 27, policiais da DAPC prenderam em casa, nas imediações da Vila Custodio Freire, Wanderley Barroso da Rocha, 26. De acordo com a investigação da Antiassalto, ele juntamente com outras três pessoas roubaram uma cerâmica localizada no Distrito Industrial e agrediram com violência funcionários e clientes. Ele é o terceiro preso pelo crime; uma mulher que seria informante do bando de assaltantes está foragida.

Da Assessoria da Polícia Civil  

Alex Lima - Contatos: noticiaefatos@gmail.com
Twitter:@noticiaefatos
Cel: 9977-6454/9234-0590/8422-8857

MSN: noticiaefatos@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário