quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Percentual de famílias com dívidas volta a subir em outubro


EletrodomésticosO percentual de famílias com dívidas alcançou em outubro 59,2% do total das famílias brasileiras, segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada essa semana pela Confederação Nacional do Comércio (CNC). No entanto, o número de famílias endividadas segue em patamar inferior ao observado no mesmo período de 2011, quando 61,2% haviam declarado ter dívidas.

A alta foi observada após ligeiro recuo em setembro, quando 58,9% das famílias declararam ter algum tipo de dívida. O percentual de famílias com dívidas ou contas em atraso também aumentou, enquanto o percentual de famílias sem condições de pagar seus débitos ficou praticamente estável.

O número de famílias que relataram ter dívidas retomou a trajetória de alta observada desde junho de 2012. As políticas de estímulos ao crédito e à aquisição de bens duráveis continuam exercendo impacto moderado sobre o número de famílias endividadas. A proporção de famílias que se declararam muito endividadas está no menor patamar da série histórica iniciada em janeiro de 2010.


O número de famílias que declararam ter contas ou dívidas em atraso também aumentou em outubro. No entanto, a percepção em relação à capacidade de pagamento é positiva, com a proporção de famílias relatando não ter condições de pagar suas contas em atraso permanecendo estável em patamares baixos.

Roberval Ramirez, economista da Fecomércio/AC, explica que no Acre não é diferente, onde grande parte da população está endividada. “O governo tem tomado várias medidas para que a economia continue estável, de modo que a população possa renegociar as dívidas em atraso”, declarou.

Ascom Fecomércio

Nenhum comentário:

Postar um comentário