domingo, 25 de novembro de 2012

Secretaria Municipal de Saúde de Cruzeiro do Sul encerra Campanha contra a Hepatite B

Uma ação conjunta da Secretaria Municipal de Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde marcou o encerramento da Campanha de Vacinação e Intensificação contra a Hepatite B em Cruzeiro do Sul, neste dia 23, na Praça do Centro Cultural.
A campanha teve como objetivo atualizar o esquema vacinal de acordo com o calendário básico de vacinação a toda população assistida em suas faixas etárias correspondentes, garantindo a cobertura vacinal de rotina visando melhorar ainda mais o desempenho nas metas definidas pelo Programa Nacional de Imunização.
Segundo o Gerente de Divisão de Imunização da Secretaria Estadual de Saúde, enfermeiro Ivan Galvão, a Hepatite B é um problema de saúde pública cujos dados atuais são considerados elevados em todo o estado, que aparece como o segundo estado do país em casos confirmados da doença, perdendo apenas para o estado do Amazonas.
A coordenadora Municipal de Imunização, enfermeira Janaína Negreiros destaca que apesar da Secretaria Muncipal de Saúde fazer a intensificação com atividades como esta, em praça pública, com o objetivo de chamar a atenção da população, no dia a dia, todos os postos de saúde estão aptos a atender com a vacina contra a hepatite B, e todas as demais vacinas, à disposição da comunidade que queira receber o atendimento.
Segundo Janaína, ações como esta são importantes principalmente pela quantidade de casos da doença já diagnosticados no município. A enfermeira explica que nos casos em que o teste rápido seja positivo é feita nova coleta de sangue para sorologia e o paciente é encaminhado para um especialista que fará um tratamento gratuito aos infectados.
Durante todo o dia foram oferecidos gratuitamente vacinas contra Hepatite B e teste rápido para detecção da hepatite B.
A Doença
A hepatite B, provocada pelo Vírus da Hepatite B (HBV), descoberto em 1965, é a mais perigosa das hepatites e uma das doenças mais freqüentes do mundo, estimando-se que existam 350 milhões de portadores crônicos do vírus. Estes portadores podem desenvolver doenças hepáticas graves, como a cirrose e o cancro no fígado, patologias responsáveis pela morte de um milhão de pessoas por ano em todo o planeta; contudo a prevenção contra este vírus está ao nosso alcance através da vacina da hepatite B que tem uma eficácia de 95 por cento. De 2011 a 2011 foram 4.357 novos casos de Hepatite B, registrados no Acre. O Vale do Juruá tem apresentado níveis crescentes de casos confirmados de hepatite com mais de 500 casos recentes, confirmado em toda região. Só em Cruzeiro do Sul em 2011 foram 94 novos casos e em 2012, até o mês de agosto foram diagnosticados 35.
Neto Vitalino, de Cruzeiro do Sul

Nenhum comentário:

Postar um comentário