quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Mano Rufino quer UFAC permanente em Sena Madureira

ufac senamadureira 01
Mano Rufino conversou com Jorge Viana, Aníbal e Binho sobre o assunto (Foto: Divulgação)
O vice-presidente do Senado, Jorge Viana, o senador Aníbal Diniz, o secretário nacional do Ministério da Educação, Binho Marques, e o prefeito de Sena Madureira, Mano Rufino, estiveram reunidos na tarde desta quinta-feira, 28, para tratar da implantação de um núcleo permanente da Universidade Federal do Acre (UFAC) no município. A ideia é garantir a oferta de curso superior de forma continuada para que os jovens do ensino médio possam manter seus estudos sem precisar ir para a capital, Rio Branco.


No governo de Jorge Viana foram oferecidos cursos da UFAC nas 22 cidades acreanas, graças a convênios de parcerias entre as duas instituições. O objetivo era garantir a formação superior dos professores da rede pública de ensino. Mas, depois de concluída essa etapa de formação, alguns dos cursos acabaram suspensos. Agora, a prefeitura de Sena, o governo do Estado, parte da bancada acreana e a reitoria da universidade se unem para reivindicar a retomada da oferta de cursos superiores, mas de maneira ininterrupta.

A partir de março serão oferecidos quatro cursos de ensino superior no município de Sena Madureira. Um deles está sendo criado em parceria com o governo Tião Viana. A luta agora é para que os cursos sejam implantados de forma definitiva. “Esse é um compromisso que nós assumimos junto com a população de Sena e estamos trabalhando para isso”, declarou o senador Jorge Viana.

O prefeito Mano Rufino também recebeu apoio do deputado federal Henrique Afonso (PV-AC). Ele já esteve em reuniões com o reitor da UFAC, Minoru Kimpara, e com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. “Sabemos que não é uma luta fácil”, comentou. “Estou muito feliz pelo apoio recebido para realizar esse sonho que é de toda nossa comunidade”.

Secretário de Articulação com Sistemas de Ensino do Ministério da Educação, o ex-governador do Acre Binho Marques afirmou que a reivindicação é justa. Ele anunciou que também está empenhado nessa luta. “Esse trabalho de expansão dos cursos superiores no Brasil foi muito importante no governo Lula, não só pela expansão física, mas também pela ampliação da oferta e acesso”, destacou Binho. “A presidenta Dilma está dando continuidade a este trabalho. Não podemos falar de um país justo sem assegurar uma educação de qualidade a todos, incluindo a oferta de cursos superiores”.

O senador Anibal Diniz também reiterou seu apoio ao projeto. “Nós vamos promover todos os esforços no sentido de garantir que a educação superior em Sena não seja apenas uma iniciativa esporádica, mas uma ação permanente para que os jovens tenham garantido essa oferta de cursos de formação universitária”, disse.(Assessoria Senador Jorge Viana)
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário