sábado, 9 de março de 2013

Abertas 490 vagas no Acre para cursos profissionalizantes gratuitos

cursoprofi2
Inscrições estarão abertas até o diadia 23 de março para oito municípios acreanos (Foto: Senai)
A exemplo do que já ocorre em outras regiões do País, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego do Campo (Pronatec Campo), que prevê a expansão da oferta de educação profissional e tecnológica ao público rural, começa a se tornar realidade também no Acre. Ao todo, foram pactuadas no estado 1.210 vagas, divididas em três blocos.



Até o próximo dia 23 de março, estarão abertas, por exemplo, as inscrições para 490 vagas de cursos referentes ao primeiro bloco e de diversas áreas em oito municípios do estado: Sena Madureira (80 vagas); Cruzeiro do Sul (30 vagas); Senador Guiomard (40 vagas); Bujari (70 vagas); Brasiléia (70 vagas); Xapuri (120 vagas), Assis Brasil (40 vagas) e Capixaba (40 vagas). As aulas estão previstas para começar no dia 8 de abril.


A ideia da implantação de cursos de formação continuada para o desenvolvimento sustentável do Brasil Rural, previstos no Pronatec Campo, surgiu a partir de uma parceria envolvendo o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) –autarquia ligada ao MDA –, Instituto Federal do Acre (Ifac), Secretaria de Estado de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof) e os movimentos sociais. Os recursos já estão garantidos na Lei Orçamentária Anual – LOA.


“Estamos muito animados com o início do Pronatec Campo no Acre. Outra notícia boa, para o público da agricultura familiar, é que também haverá o Bolsa Formação Trabalhador, que inclui cursos de curta duração para beneficiários do seguro-desemprego e dos programas de inclusão produtiva do Governo Federal, com direito a vale-transporte e vale-alimentação”, afirma a delegada federal do MDA no Acre, Zenilda Barbalho Bezerra Lima.


O Programa

Apoiado pelo MDA, o Pronatec é uma das linhas de ação adotadas pelo Programa Nacional de Educação no Campo (Pronacampo), do Ministério da Educação (MEC). O objetivo é elevar a educação e qualificar a formação de jovens e adultos por meio da expansão, interiorização e democratização da oferta de cursos de educação profissional e tecnológica para a população brasileira.


Para tanto, prevê uma série de subprogramas, projetos e ações de assistência técnica e financeira que, juntos, oferecerão oito milhões de vagas a brasileiros de diferentes perfis, nos próximos quatro anos.

MDA

Nenhum comentário:

Postar um comentário