segunda-feira, 4 de março de 2013

Festival foi marcado pelo encontro de gerações de realizadores e espectadores do cinema local

Barcellos
Chefe da Divisão de Reclamação do Procon, Daniella Barcellos (Foto: Dhárcules Pinheiro)
Após as alterações de Cep’s feitas em vários bairros de Rio Branco por parte da prefeitura, esperar por uma encomenda se tornou um caos. Muitas pessoas ainda não se atualizaram com os novos números e sofrem na hora de receber as correspondências pelos Correios.



As crescentes reclamações no Procon/AC fizeram com que o órgão procurasse os Correios para esclarecimento dos atrasos das encomendas e da falta de entrega de correspondência.


O Código de Defesa do Consumidor (CDC) diz que é de obrigação do consumidor informar os dados atualizados ao fornecedor. E, embora a polêmica seja grande, o Supremo Tribunal de Justiça já se posicionou em súmula reafirmando o dever do consumidor.


Para Daniella Barcellos, chefe da Divisão de Reclamação do Procon, o cidadão pode evitar prejuízos com essa antecipação.


“O consumidor deve procurar a empresa e verificar se está ou não com os dados corretos, principalmente quando se trata de estabelecimentos que enviam boletos e faturas”, acrescenta.


Segundo informações dos Correios, as encomendas com o código antigo ainda estão sendo entregues, embora o atraso aconteça. Porém, as cartas com CEP desatualizado são reenviadas ao remetente.


Para a verificação do código, os correios disponibilizaram a consulta online que qualquer cidadão ou empresa pode utilizar para atualização de dados. A consulta é gratuita.


Procon

Nenhum comentário:

Postar um comentário