quarta-feira, 27 de março de 2013

Gercino Silva volta ao Acre para mediar questões de conflitos agrários


gercino
Desembargador Gercino Silva acabou com grupos de extermínio na década de 90 no Estado
Desembargador Gercino José da Silva Filho, Ouvidor Agrário Nacional e presidente da Comissão Nacional de Combate à Violência no Campo, está em Rio Branco para cumprir agenda que envolve mediação da questão de conflitos agrários no Estado do Acre, como por exemplo a ocupação das fazendas Campo Alegre e Nova Promissão em Capixaba e a Fazenda Canary, no município de Bujari.
O magistrado também veio mediar o impasse envolvendo o Seringal Capatará/Tambaqui/Campos em Plácido de Castro, Senador Guiomard e Capixaba.
O processo de regularização fundiária das fazendas Jéssica, Saara e Canaã em Acrelândia, que se encontram ocupadas por 140 famílias de trabalhadores rurais, as quais sofrem constantes ameaças de despejo.
Desembargador Gercino Silva foi presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Acre no biênio 1997/1999, quando iniciou o perigoso trabalho de combate a grupos de extermínio existentes no Estado, que culminou com a prisão do ex-deputado Hildebrando Pascoal.
A partir de sua investida, o Estado do Acre viveu uma nova era, quando foi reestabelecido o estado de direito. À época, chegou ao fim a sensação de impunidade que reinava no Acre. Nesse período, foram desarticulados facções de taxistas e de policiais civis e militares que costumavam fazer justiça com as próprias mãos. (Com informações Assessoria Incra/AC)*

Nenhum comentário:

Postar um comentário