sexta-feira, 1 de março de 2013

No conjunto Tucumã, bandidos amedrontam moradores roubando câmeras de segurança

Uma tentativa de assalto a uma residência no Conjunto Tucumã II, denunciada à imprensa e à polícia, inclusive com imagens gravadas por uma câmera de segurança, está revoltando os moradores da região, que se organizam para realizar um protesto nos próximos dias. Desta vez, os assaltantes voltaram encapuzados ao local (quinta-feira, 28), e roubaram o equipamento de filmagem.
Segundo moradores do Conjunto Tucumã II, os bandidos que roubaram a câmera de segurança seriam os mesmos filmados por ela e capturados pela polícia, mas liberados em seguida, por falta de provas contundentes.
Enquanto os criminosos andam livres pelas ruas do bairro, os moradores temem pela segurança na região. Uma moradora do bairro, que não quis ter o nome identificado, revelou que investiu um alto valor em equipamentos de segurança, por que a violência tomou as ruas do bairro.
cameras1
“A segurança da minha casa precisava ser reforçada urgentemente. Tive que instalar uma cerca elétrica industrial para inibir a ação do assaltantes. Mas mesmo assim, ainda continuo insegura em relação segurança nas ruas do bairro. Minha casa pode estar protegida, mas as ruas também precisam estar”, disse.
O Conjunto tucumã II é conhecido por ser um bairro tranquilo, habitado por famílias tradicionais da cidade de Rio Branco. Mas, segundo moradores, o bairro está sendo tomado pela criminalidade.
Enquanto esperam por tempos de paz no bairro, moradores investem alto em equipamentos de segurança.
“Gastei uma valor muito alto para segurar minha casa. Tive que reforçar a segurança com equipamentos mais eficazes, gastando, assim, o dobro do valor gasto nos equipamentos antigos. Além de investir equipamentos de segurança, também gastamos mais com saúde, pois o medo afeta o ser humano, e isso reflete e danos a saúde”, disse outro morador que não quis ter o nome revelado.
Moradores se revoltam e convocam a imprensa
Cansados de esperarem providências da Polícia, moradores do Conjunto Tucumã II se organizaram e convocaram a imprensa para relatar a insegurança na região.
“Não podemos mais continuar pagando tantos impostos para não termos retorno de nada. Vivemos enjaulados, enquanto os bandidos vivem em liberdade, fazendo o que querem e quando são pegos, como aconteceu na última segunda-feira, a polícia os libera, dizendo não ter provas contra eles. As leis deste país têm que mudar, não podemos mais viver nesse tormento, onde não podemos ter paz nem dentro das nossas próprias casas”, diz um morador, que também pediu para não ter a identidade revelada.
A estudante Priscila Dayane de Souza Costa, 21 anos, que pagou seu notebook em oito parcelas, está revoltada.
“Minha revolta é que a polícia não reage. Nesta segunda-feira (25), prendeu dois assaltantes e depois os colocou em liberdade. Isso é um absurdo! Como fica a nossa segurança?”, pergunta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário