quinta-feira, 28 de março de 2013

Rio Branco Amiga


Dois corações que batem com um único objetivo. O Programa Acre Solidário, liderado pela primeira dama do Estado, arquiteta Marlúcia Cândida, que tem como um dos objetivos fazer campanhas de arrecadação e doação de alimentos e outros itens para situações como as enchentes, ganhou como parceiro o Programa Rio Branco Amiga, lançado nesta quinta feira pela primeira dama de Rio Branco, engenheira Gicélia Viana. Os dois programas têm como símbolo o coração, que representa a solidariedade.
Gicélia Viana diz que neste primeiro momento o Programa Rio Branco Amiga tem o objetivo de arrecadar alimentos e fraldas descartáveis para as crianças que estão abrigadas no Parque de Exposições por causa da cheia do Rio Acre e para as que permanecem em casa, mas a família não pode sair para trabalhar por causa da enchente.
A primeira dama de Rio Branco lembra que a prefeitura fornece as três refeições diárias às 1.437 pessoas alojadas no Parque, mas lembra que do total, 639 são crianças e precisam de leite, massa de mingau e fraldas descartáveis. “E quando as famílias forem levadas de volta para casa, vamos precisar dos alimentos não perecíveis da cesta básica. Sabemos que podemos contar com o espírito solidário dos acreanos, só precisamos de instituições como o Acre Solidário e o Rio Branco Amigo, para organizar campanhas que resultem no bem estar da população em casos de necessidade como as enchentes. Colocamos-nos como fiéis parceiros do Acre Solidário”. relata Gicélia.
Os postos de coleta dos programas Acre Solidário e Rio Branco Amiga funcionam na Catedral Nossa Senhora de Nazaré, quartel da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros da Estrada do Amapá, Igreja Batista do Bosque e Catedral, Igreja Renovada e Supermercados Araújo.
damas_1
A primeira dama do Estado, Marlúcia Cândida, conta que assim que o prefeito Marcus Alexandre ganhou a eleição, fez o convite para que Gicélia Viana criasse um programa municipal de solidariedade e ressalta que agora está tranquila com relação à Rio Branco, podendo apostar nos programas de outros municípios acreanos. Ela lembra que na alagação de 2012, o Acre Solidário arrecadou e doou mais de mil toneladas de alimentos e cerca de 600 toneladas de material de limpeza. “Muitas vezes, além de alimentos as pessoas necessitam de um ombro, de atenção e é esse também nosso papel. Nos últimos dias estivemos em abrigos para dependentes químicas, no lar dos Vicentinos e vemos que as pessoas querem atenção e carinho”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário