quarta-feira, 3 de abril de 2013

Flaviano recebe queixa contra Correios do Acre


Fla I
Flaviano enviou ofício à ECT comunicando as denúncias (Foto: Divulgação)
Em pronunciamento em Brasília, o deputado Flaviano Melo (PMDB) informou esta quarta-feira, 3, que recebeu carta do Acre relatando uma série de irregularidades que estaria ocorrendo nos Correios do Estado. Segundo as informações, o atual coordenador de operações da ECT, Anderson de Oliveira, decretou que todas as correspondências sem o CEP (Código de Endereçamento Postal) ou com o CEP incorreto sejam devolvidas ao remetente. A medida estaria ainda contando com o apoio do diretor da ECT (Empresa de Correios e Telégrafos) no Acre, Samuel Nolasco.
Segundo a denúncia, a iniciativa contraria o que estabelece o Manual da ECT e a Administração Central dos Correios em Brasília. Vale lembrar que o Acre teve seu CEP modificado recentemente. A ausência ou erro no CEP, de acordo com a reclamação, corresponde a mais de 50% da correspondência que chega no órgão no Estado.
A denúncia relata ainda que, durante o final de ano, é comum crianças carentes escreverem aos Correios pedindo a Papai Noel o presente de Natal. Muitas pessoas adotam as cartas, compram os presentes e deixam sob a responsabilidade dos Correios para serem dados às crianças. O problema, segundo a queixa, é que até o início deste mês ainda tinham presentes guardados na sala de um gestor.
Ofício à ECT
O próprio deputado afirma que viveu pessoalmente o problema da devolução. No final do ano, o parlamentar enviou, de Brasília, milhares de cartas de Boas Festas a eleitores e amigos. Para sua surpresa, verificou que, por não encontrar o endereço indicado, muitas delas estão sendo devolvidas só agora, quase três meses depois. Por todos estes problemas, Flaviano enviou ofício à presidência da ECT comunicando as denúncias e solicitando que sejam devidamente apuradas. Caso confirmadas, segundo o deputado, deverão ser tomadas as medidas necessárias ,”por se tratar de serviço essencial à população”.

Da Assessoria 

Nenhum comentário:

Postar um comentário