sexta-feira, 19 de abril de 2013

Membros recebem medalha do mérito da Justiça Eleitoral do Acre


DSC 0284
Medalha é outorgada a todos os membros que encerram o seu biênio (TRE)
O Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) concedeu a medalha do Mérito da Justiça Eleitoral do Estado do Acre aos juízes membro da Corte, José Augusto Fontes e Júnior Alberto Ribeiro, em sessão solene realizada na noite desta quarta-feira, 17.

A medalha é outorgada a todos os membros que encerram o seu biênio, em reconhecimento aos serviços prestados e pela contribuição do fortalecimento e respeitabilidade da Justiça Eleitoral do Estado.

Responsável pelo discurso de despedida em nome dos demais membros, o juiz Régis Araújo falou da satisfação em dividir a bancada com os dois magistrados, que muito contribuíram para a discussão dos temas eleitorais.

“Parabéns aos senhores que sabemos muito bem dedicam suas vidas à magistratura e à verdadeira razão de ela existir, que é fazer o bem. Ser juiz não é fácil. Mas as experiências dos senhores e a dedicação com que exercem suas funções nos fazem crer que a Justiça está sendo feita”, destacou o juiz.

Para o presidente do TRE-AC em exercício, desembargador Samoel Evangelista, a medalha simboliza mais do que o agradecimento pela contribuição dada pelos membros. “É uma maneira de dizermos que os senhores fazem parte da bonita história dessa justiça especializada, que é reconhecida no Brasil e no mundo inteiro”, salientou.

Os juízes José Augusto Fontes e Júnior Alberto Ribeiro assumiram o cargo de juiz-membro efetivo da Corte Eleitoral do Acre em abril de 2011. Mas, antes disso, ambos já haviam atuado na Justiça Eleitoral, presidindo eleições municipais, quando exerciam o cargo de juiz eleitoral.

Em breve discurso, o juiz José Augusto Fontes disse que começou a militar na Justiça Eleitoral em 1996, quando presidiu as eleições municipais da 2ª Zona, em Xapuri. “Essa é mais uma etapa vencida, mais um momento de alegria, por ter voltado a atuar com o processo eleitoral. Agradeço a todos que me acolheram tão bem mais uma vez nessa casa”, enfatizou.

Ao se manifestar, o juiz Júnior Alberto Ribeiro também agradeceu à Corte e aos servidores do Tribunal. Segundo ele, a maior satisfação que pôde ter como juiz membro foi ser a ponte entre a manifestação da vontade do eleitor e confirmação dela, nas eleições.

“Como boa experiência eu levo comigo essa convivência harmônica que a Corte Eleitoral tem, que mesmo nas divergências de pensamento, mantém grande respeito entre os pares”, reforçou.


TRE

Nenhum comentário:

Postar um comentário