domingo, 28 de abril de 2013

Sindicato dos Agentes Socioeducativos realiza Curso de Escolta para profissionais em segurança pública


O Sindicato dos Agentes Socioeducativos realizou, nos dias 22,23,24 e 25 de abril, o I Curso de Escolta da categoria. O Objetivo do curso é qualificar e capacitar ainda mais os agentes socioeducativos para situações imprevistas que possam vir a ocorrer durante o deslocamentos de educandos, e ainda, adotar um procedimento padrão nas unidades de internações para menores infratores, principalmente em escoltas.
O curso também visa o nivelamento dos agentes e a formação continuada. O SINTASE estendeu a oportunidade para um grupo de 10 agentes penitenciários que ainda não possuíam curso na área de escolta. A Integração das duas classes no decorrer do curso foi algo planejado, e ao mesmo tempo, necessário, afinal, alguns profissionais do IAPEN ainda não possuíam a referida capacitação, informa o presidente do sindicato, Betho Calixto.
O treinamento foi realizado no Centro de Integração e Estudo em Segurança Publica, CIESP, e toda a estrutura foi dada pelo sindicato da categoria de agentes socioeducativos. .
A solenidade de entrega dos certificados ocorreu na quinta-feira (25), na quadra poliesportiva do CIESP. Participaram do evento representantes do Instituto Socioeducativo do Acre, membros do IAPEN e demais autoridades do estado e familiares de todos os agentes.
De acordo com Calixto, o curso também teve como objetivo o aprimoramento de táticas e técnicas de segurança em escoltas de presos, procedimentos em situações reais com viaturas e técnicas de comando. “O Sindicato está trabalhando para melhorar as condições do Sistema Socioeducativo do Estado do Acre, já conseguimos dar uma condição mais satisfatória aos agentes de todo estado e ganhos satisfatórios. A capacitação dos agentes é uma das nossas prioridades”, afirmou o presidente da entidade.
Segundo o agente socioeducativo e coordenador do curso Ronaldo Souza, o curso é muito importante para a realização de um trabalho de qualidade e com segurança. “Qualificando o servidor o Estado reconhecerá as nossas deficiências e certamente implementará políticas de valorização para os agentes socioeducativos”, declarou o agente.
Com carga horária de 50 horas, a capacitação integra as ações do sindicato na qualificação do profissional do sistema socioeducativo. Durante o curso os agentes puderam trabalhar a aquisição de habilidades e empregabilidade dos instrumentos necessários em escoltas. Todos os equipamentos utilizados no curso foram garantidos pela equipe de instrução juntamente com o sindicato.
Grupo de Escolta Socioeducativa
A Diretoria do sindicato e membros do Instituto Socioeducativo dialogam sobre as formalidades que deverão existir nas escoltas de educandos. Já houveram situações em que terceiros atentaram contra á integridade de educandos nos deslocamentos aos juizados, e tais condutas foram interceptadas imediatamente pela equipe de socioeducadores que se encontravam no momento da ação.
Após a fatalidade ocorrida em sena Madureira em que vândalos foram até o fórum daquela comarca com o objetivo de resgatar os educandos que se encontravam em audiência, já há um pensamento dentro do Instituto Socioeducativo para tentar impedir tais situações. O Sindicato já informou os representantes da instituição e se colocou como co-responsável na formação dos profissionais em escoltas, com isso, o ISE foca seus trabalhos na garantia da implementação dos instrumentos de segurança que existirão dentro de alguns dias, e estabelecerão critérios com vistas á segurança de educandos em saídas externas.
curso

Nenhum comentário:

Postar um comentário