quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Após ser destituído, ex-presidente do DEM se diz surpreso com pré-candidatura de Bocalom ao governo

imageApós intervenção de Tião Bocalom no Democratas, DEM, o ex-presidente do partido, João Marcos Luz, já enviou carta ao senador João Agripino(DEM-RN) para agradecer pelo tempo que permaneceu a frente da sigla.
João Marcos se mostrou surpreso com a pré-candidatura de Bocalom ao palácio Rio Branco. “Havia um acordo para Márcio Bittar tirar o nome da disputa para apoiar Bocalom na prefeitura de Rio Branco e em 2014, ele seria o candidato único ao governo”, afirmou.
O ex-presidente do DEM falou em desorganização entre os partidos que fazem oposição no estado. “O sentimento das pessoas é único: que a oposição se una”, disse. Já sobre a intervenção, João Marcos está chateado com a saída forçada da presidência local.
A nova diretoria deve assumir nos próximos dias. Desde a criação do partido, o DEM local ainda não teve um presidente efetivo. Em seis anos, foram cinco nomes provisórios na liderança da sigla: N Lima, Jamyl Asfury, João Marcos Luz e Tião Bocalom.
Caso o anúncio de Bocalom se confirme, três nomes da oposição pretendem disputar o governo estadual. “A avaliação é triste, obscura”, revelou o ex-presidente. João Marcos deve integrar o PSDB para apoiar Márcio Bittar. Foi no ninho tucano onde ele iniciou na política e por coincidência, a pedido de Tião Bocalom.
Wesley Moraes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário