terça-feira, 27 de agosto de 2013

Camioneiros bloqueiam ponte na fronteira em protesto ao descaso de autoridades brasileiras e bolivianas

imageOs motoristas de caminhões que transportam vários tipos de mercadorias para os países vizinhos como a Bolívia e Peru, tomaram uma atitude radical no final do dia desta segunda-feira, dia 26, bloqueando a Ponte da Amizade que liga o estado do Acre, à cidade vizinha de Cobija, capital de Pando.
O motivo do bloqueio, seria pelo não cumprimento de acordos para que os motoristas pudessem trafegar, carregar e descarregar no lado boliviano sem burocracia após os trâmites aduaneiros entre os dois países e setores de fiscalização estariam proibindo e exigindo estacionamento em locais isolados.
Temendo serem furtados e ameaçados no lado boliviano, resolveram interditar a única ponte de acesso desses veículos de grande porte, no intuito de chamar atenção das autoridades do país vizinho e chegassem num acordo e ninguém corra perigo.
“Nossa intenção, é chamar a atenção das autoridades daquele País, pois fecharemos a ponte por tempo indeterminado esta ponte enquanto não resolver esse impasse. Já não basta termos problemas do lado brasileiro e agora temos do lado de lá (Bolívia). Esse bloqueio só vai afetar eles”, desabafou um dos camioneiros.
A tempos os motoristas vem reclamando da falta de estrutura no lado brasileiro, onde estariam demorando mais do que o normal para serem liberados por parte da Receita Federal e da falta de um local para que pudessem estacionar. Os mesmo já foram vítimas de furtos de suas cargas recentemente.
A Polícia Militar foi acionada até a ponte para tomar ciência do fato e iria comunicar o alto comando. A ponte Wilson Pinheiro no lado de Brasiléia não foi interditada e só tem tráfego para veículos de pequeno porte.
Mais informações a qualquer momento.
As informações e imagem são do Oaltoacre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário