quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Deputados de oposição afirmam que vão denunciar no CNJ o Juiz que cassou o mandato de James Gomes

imageDeputados de oposição participam de manifesto em apoio ao prefeito cassado de Senador Guiomard James Gomes, e mandam um recado que vão denunciar ao Conselho Nacional de Justiça a atitude do judiciário acreano e retirar do poder apenas os prefeitos de oposição.
A maior crítica foi para o Juiz da oitava zona eleitoral, Afonso Braña Muniz, que cassou o diploma de James Gomes e da vice dele Maria Raimunda. Segundo o deputado Federal Márcio Bittar, o magistrado foi filiado ao PT, o mesmo partido de André Maia, o segundo colocado na eleição que assumiu no lugar de James Gomes.
Além da ligação com o partido, segundo Bittar, o Juiz Afonso Braña trabalhou na prefeitura de Rio Branco quando Jorge Viana era prefeito. “Com esse passado ele não poderia julgar processos que envolvam sua antiga filiação partidária. Por isso vamos levar o caso ao CNJ, para que se faça justiça”, alegou.
O manifesto da oposição foi acompanhado por apoiadores do prefeito cassado que se reuniram na praça central da cidade com faixas e cartazes. Depois foram para a frente da casa da mãe do prefeito cassado.
O presidente da regional do PSDB, deputado federal Márcio Bittar, disse que existe uma perseguição, apoiada pelo Justiça, aos prefeitos da oposição. Citou a cassação de Wagner Sales em Cruzeiro do Sul e agora James Gomes.
Todos que falaram criticaram duramente o Juiz Afonso Braña, que em primeiro grau cassou o prefeito e depois a Juíza Eleitoral Alexandrina Melo, que não acatou uma liminar, mantendo James afastado do poder. A defesa de James prepara um novo recurso que será entregue ao Tribunal Regional Eleitoral. Se não conseguir uma vitória na Justiça do Acre, James vai levar o caso para o Tribunal Superior Eleitoral. Para o prefeito não existem provas de que comprou votos, apenas depoimentos vazios.
Enquanto a oposição fazia barulho, a menos de 50 metros, no fórum da cidade, o Juiz Afonso Braña, que afastou James Gomes, diplomava André Maia como novo prefeito de Senador Guiomard e o vice Francisco Rodinei.
André Maia, que é do PT, foi o segundo colocado nas eleições de outubro do ano passado. Com o cancelamento dos votos de James Gomes, a Frente Popular conseguiu colocar seu candidato, que assume evitando muito estardalhaço.
Assim que terminou a diplomação, o presidente da câmara, Pedro Mendes, que estava como prefeito temporário, deu posse a André Maia, que já começou a administrar o município. Ele tem de torcer, agora, que a justiça não devolva o cargo ao prefeito anterior.
Adaílson Oliveira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário