terça-feira, 24 de setembro de 2013

Justiceiro acreano: Após perseguição, testemunha provoca acidente resultando na morte de um assaltante e deixando outro gravemente ferido

imageOs marginais identificados pelos nomes de Adão Teixeira Ferreira, 19 anos e seu comparsa apenas pelo apelido de “Ray”, não tiveram sorte durante a tentativa de assalto realizada na noite de ontem (23).
Usando uniforme escolar e armados com uma escopeta, estavam na rua Ladislau Ferreira, bairro Esperança, em busca de uma vítima, quando se depararam com um motociclista parado falando ao celular.
A dupla decidiu agir e “Ray” se aproximou encenando um pedido de informação. Quando o motoqueiro baixou o celular para atendê-los foi surpreendido com o anúncio do assalto e teve a arma encostada em sua cabeça cabeça.
O motociclista entregou a chave do veículo e os dois assaltantes subiram na motocicleta em alta velocidade em direção a BR-364, trecho da Via Verde.
Mas o assalto poderia ter sido exitoso caso não tivesse havido a intervenção de uma testemunha da ação, que saiu em perseguição a dupla de assaltantes.
Tão logo surgiu uma oportunidade, o motorista do veículo, que não foi identificado, “fechou” os assaltantes jogando-os para o acostamento. Devido a alta velocidade empreendida pelo assaltante que pilotava a moto, o mesmo perdeu o controle e acabou colidindo contra um poste de energia elétrica e, como não usava capacete, bateu a cabeça e sofreu traumatismo craniano, vindo posteriormente a óbito.
O garupa ainda tentou fugir, mas foi detido por populares, acionados pelo “justiceiro”, que saiu em perseguição aos marginais.
Uma guarnição do 4º Batalhão da Polícia Militar foi acionada. Chegando ao local, uma equipe do SAMU prestando atendimento ao assaltante que estava em estado mais grave, vindo a receber das mãos de populares o seu comparsa, detido pelos populares.
Na mochila dos acusados, ao invés de material escolar, foi encontrada a arma usada para realizar o assalto, uma escopeta carregada de munição e um documento de identidade de Adão Teixeira Ferreira.
Os assaltantes foram socorridos pelo SAMU e escoltados pela Polícia Militar, presos em flagrante.
Segundo informações, o assaltante identificado pelo nome de “Ray” chamava-se Raislon Azevedo Souza, de 17 anos. O mesmo deu entrada no Pronto Socorro mas, devido seu estado, não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu na mesa de cirurgia.
O comparsa, Adão Teixeira, entrou caminhando no Pronto Socorro mas também teve que ser submetido a uma cirurgia de emergência e ficou internado na Unidade de Tratamento Intensivo – UTI.
Com informações e imagem do Ecosdanoticia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário