terça-feira, 24 de setembro de 2013

Servidores do MPAC recebem capacitação em novas estratégias de combate ao Crime Organizado

imageComo parte do Programa  Nacional da Escola do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC), membros e servidores do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) participam do curso ‘Novas Estratégias no Combate ao Crime Organizado’. A capacitação começou nesta segunda-feira (23) e se estende até amanhã (24), no Centro de Estudo e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf), em Rio Branco.
Além da investigação Criminal propriamente dita, serão discutidos, na ocasião, temas como Planejamento Operacional e Inteligência – Operação SUS, Interceptação Telefônica, Introdução a Técnicas de Entrevista e Interrogatório, Técnicas de Investigação do MP no IC e no PIC – Caso Concreto, entre outros. “É imprescindível essa discussão. A gente tem agora uma outorga popular muito forte através da rejeição da PEC 37, onde a população brasileira reconheceu que o Ministério Público deve investigar. Antes, o que apenas podíamos, agora temos o dever social, institucional e legal de fazê-lo”, declara a coordenadora do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Rio Grande do Norte (Gaeco-RN), Promotora de Justiça Patrícia Antunes Martins.
Por meio da capacitação de membros e servidores do MP brasileiro, o GNCOC pretende disseminar novas metodologias, boas práticas, técnicas operacionais e troca de experiências nas ações de combate ao crime organizado, tendo como diretriz o enfrentamento à corrupção. Dessa forma, o GNCOC dispõe de órgãos estaduais que disseminam essa cultura, os Gaecos, que configuram o ‘braço’ do GNCOC em cada MP brasileiro.
“A intenção é nivelar a execução de boas práticas no âmbito do MP brasileiro, o uso devido de técnicas operacionais e capacitar membros e servidores com experiências trazidas pelos palestrantes”, afirma a coordenadora do Gaeco do Rio grande do Norte. Integram o ciclo de palestras, o coordenador do Centro de Apoio Operacional de Combate ao Crime Organizado de Minas Gerais (Cao-crimo), Procurador de Justiça André Estevão Pereira; o coordenador do Gaeco do Maranhão, Promotor de Justiça Marco Aurélio Rodrigues; Promotor de Justiça do Gaeco de São Paulo, Rodrigo Lopes; coordenador do Gaeco do Mato Grosso do Sul, Promotor de Justiça Marcos de Oliveira; Promotor de Justiça de Goiás, Denis Marques; e Promotor de Justiça do Rio Grande do Norte, Emanuel Dayhan.
O curso é fruto de uma parceria do MPAC, Ceaf e Fundação Escola Superior do MPAC (Fempac) com o Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais de Justiça (CNPG) e GNCOC.
As informações são da Agência de Notícias - MP/AC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário