terça-feira, 15 de outubro de 2013

"A segurança está horrível. Nós estamos numa ribanceira muito grande", diz Albion

imageO policial civil Albion Gomes de Almeida, 65, aposentado há sete meses, após 43 anos de serviço como um dos mais temidos do Acre, diz em terceira pessoa:
- O Albion é aquele Albion de sempre.
Na semana passada, quando dois jovens invadiram uma lotérica e fizeram reféns mais de 20 pessoas no centro de Rio Branco, Albion não se fez de rogado ao passar na rua: mandou o mototáxi parar, desceu da moto, sacou seu revólver calibre 38, apoiou-se numa árvore, fez pontaria e ordenou a um dos bandidos:
- Largue arma e se entregue agora.
O bandido não obedeceu e os demais policiais trataram de tirar o colega aposentado de cena, pedindo que se protegesse no outro lado da rua.
Com o Acre castigado por uma onda crescente de violência, em poucas horas Albion se tornou herói nas redes sociais.
Alheio ao sucesso que faz na internet, que afirma não ter e não utilizar, e quase indiferente ao exaltado heroísmo de sua atitude, Albion acha que apenas cumpriu o seu dever.
É um policial à moda antiga, daqueles que jamais esquece o ofício, é leal à sua biografia e gosta de ajudar os amigos em apuro.
Foi essa forma de encarar a profissão que o fez participar, voluntariamente, de um dos momentos mais tensos dos assalto.
- Pulei da moto e resolvi me unir aos colegas para ajudar. Eu não posso me omitir num caso desse. Não posso fazer vista grossa. O que iam falar de mim se tivessem me visto passar de moto, sem fazer nada durante o assalto?
Albion está convencido de que sem sua presença surpreendente os bandidos poderiam ter fugido.
Leia matéria completa e assista ao vídeo da entrevista no clicando AQUI.
As informações são do Blog do Altino Machado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário