sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Índios protestam contra PEC 215 e por garantia de direitos no Acre

imageÍndios de 16 etnias indígenas  foram às ruas do centro de Rio Branco, nesta sexta-feira (4), em protesto contra a PEC 215, que transfere ao Poder Legislastivo a responsabilidade de decidir sobre as demarcações de terras indígenas, atualmente sob a competência da Fundação Nacional do Índio (Funai). Os manifestantes seguiram para frente do Palácio Rio Branco e, por fim, ocuparam a entrada da Assembléia legislativa do Acre (Aleac).
Ao som de tambores e cantos, os indígenas exigiram respeito aos seus direitos e falaram sobre ameaças e também desrespeito às demarcações das terras. O representante da etnia Manchineri, Sabá Haji, ressaltou que nunca tiveram os seus direitos tão violados como agora.
"Não estamos dizendo quem é o culpado. O que queremos dizer é que não podemos nos omitir diante da corrupção, intromissão e a falta de liberdade. Estamos reivindicando e vamos continuar, o que não pode é nosso país voltar à ditadura", disse.
De acordo com o representante, a discussão principal é a garantia dos direitos constitucionais sobre as terras e também o direito de ser ouvido sobre os empreendimentos que podem ser construídos ou não em suas terras.
Índios protestam contra PEC no AC (Foto: Rayssa Natani/G1)Manifestação foi realizada ao som de tambores e cantos indígenas (Foto: Rayssa Natani/G1)
"Estamos reivindicando com todos que estão no poder, pois nos unimos para defender nossos direitos". Além disso, Haji denunciou situações de ameaças aos indígenas. De acordo com ele, algumas terras foram invadidas e, em decorrência disso, índios estão sofrendo ameaças de madeireiros e  invasores.

O líder Jaminawá, José Correia, afirmou que na terra ocupada pela etnia o problema se agrava a cada dia. "Até hoje ninguém resolve problema algum. Estamos sem condição de manter roçado. Até a água, quando vamos pegar, os fazendeiros atiram na gente. Nós precisamos da terra para sobreviver", ressalta.
De acordo com os representantes, são sete terras indígenas no Acre que estão sofrendo intervenção por fatores como exploração de petróleo e madeira nas unidades demarcadas. Com 25 anos de Constituição, os indígenas alegam não ter muito para comemorar.
  • Índios protestam contra PEC no AC (Foto: Rayssa Natani/G1)
lideranças de 16 etnias protestaram em frente ao Palácio do governo  (Foto: Rayssa Natani/G1)
As informações e imagens são do G1, por Rayssa Natani.

Nenhum comentário:

Postar um comentário