segunda-feira, 21 de outubro de 2013

No Alto Acre, Marcio recebe apoios para consolidar candidatura tucana

imageO deputado federal e pré-candidato do PSDB ao governo do Acre, Marcio Bittar, cumpriu neste fim de semana no Alto Acre uma extensa agenda de compromissos políticos.
O evento principal ocorreu na noite de sexta em Brasileia, organizado por lideranças da oposição do município para consolidar o apoio ao nome do tucano. Entre os presentes estava o prefeito Everaldo Gomes (PMDB).
Os prefeitos de Xapuri, Marcinho Miranda (PSDB) e de Epitaciolândia, André Hassem (PSDB), também compareceram e se prontificaram como mais “dois soldados” para a campanha do PSDB. O líder do partido na Aleac, Major Rocha, destacou a importância destes apoios para a candidatura tucana.
À tarde, Marcio se encontrou com os presidentes de cada um dos partidos oposicionistas de Brasileia e Epitaciolândia, que demonstraram apoio ao deputado, apontado como o mais qualificado e preparado para enfrentar o PT no próximo ano.
Todos os dirigentes defenderam a necessidade da unidade da oposição como melhor forma de vencer o governo, sendo esta a bandeira defendida por Marcio desde 2012. Integrantes do PPS, Solidariedade, PMN, PSC e Democratas e outras forças políticas da região destacaram ver no tucano a opção mais segura para concorrer ao governo.
Como forma de agradecimento, Marcio destacou que mais importante do que a unidade da oposição, a agenda daqui para a frente será a construção de um plano de governo consistente a ser apresentado ao eleitor acreano. Para ele, a oposição não pode entrar mais nas disputas sem mostrar de forma clara a razão por que quer governar o Acre.
“Precisamos de um projeto de governo robusto para mostrar a nossa diferença em relação ao PT. O que temos para a saúde, para a educação, para a segurança pública para o desenvolvimento de nosso Acre. Não é só uma briga entre azul e vermelho, entre o 13 e o 45. Acima de tudo estão os interesses do Estado”, destacou ele.
Ele citou como exemplo a própria região do Alto Acre, que mesmo com uma Área de Livre Comércio (ALC) até hoje não viu os resultados práticos desta política econômica. “O PT não tem interesse em tirar a ALC do papel por uma razão simples: iria prejudicar a Bolívia do presidente Evo Morales, companheiro dos petistas aqui e em Brasília”, aponta o deputado.
Pela manhã de sexta, Marcio Bittar visitou a zona rural de Epitaciolândia acompanhado do prefeito André Hassem (PSDB). Lá ele viu de perto as ações do gestor tucano no campo, com a recuperação de quase 300 quilômetros de ramal que garantem o escoamento da produção de inverno a verão.
Por meio de suas emendas, Marcio destinou dos tratores específicos para a recuperação dos ramais. Ele destacou a importância do Estado investir em políticas para alavancar o desenvolvimento e tirar a população da pobreza.
“Não podemos mais aceitar o peso das mãos do Estado nos ombros de nossos empresários. O Acre precisa de um choque de gestão, de um choque de capitalismo, a livre iniciativa para as pessoas gerarem renda e emprego”, ressalta.
Da Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário