terça-feira, 8 de outubro de 2013

Operação é deflagrada em balneário para combater exploração sexual de menores

imageVisando proteger crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social e suscetíveis à exploração sexual, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) e a polícia (Rodoviária Federal, Civil e Militar) deflagraram uma operação no Balneário ‘Pôr-do-Sol’, em Rio Branco. A operação contou com o apoio da Rede de Atenção da Criança e do Adolescente. Na ocasião, crianças e adolescentes foram devidamente identificados quanto ao risco situacional e entregues aos pais ou responsáveis legais.
O coordenador de Defesa da Infância e Juventude, Procurador de Justiça Carlos Maia, e o Presidente do Instituto Socioeducativo do Acre, Henrique Corinto, acompanharam a operação. “Trata-se de uma estratégia importantíssima na construção de uma cultura de defesa dos direitos humanos de crianças e adolescentes, considerando o alto grau de vulnerabilidade que estão expostos quando da permanência nesses ambientes”, afirma Carlos Maia, fazendo referência às ações do Projeto ‘Criança e Adolescente Prioridade Absoluta’, do MPAC, que vai desencadear um conjunto de ações que serão realizadas esse mês, em alusão ao dia das crianças.
De acordo com Carlos Maia, em momento oportuno, todos (crianças, adolescentes e responsáveis) devem se apresentar à Vara de Infância, para serem admoestados, responsabilizados e/ou encaminhados para a Rede de Proteção e Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente de Rio Branco.
Participaram também da operação, Promotorias Especializadas da Infância e da Juventude de Rio Branco (2ª e 3ª Promotorias), agentes de proteção do Poder Judiciário, Instituto Socioeducativo do Acre (ISE), Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDS) e Secretaria de Cidadania e Assistência Social, mobilizando cerca de 70 profissionais.
As informações são da Ascom MP/AC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário