terça-feira, 15 de outubro de 2013

Saúde de 1º mundo: Homem morre após procurar hospital pela quarta vez e não receber diagnóstico correto

imageMais uma morte revela a situação caótica que atravessa o sistema de saúde no estado do Acre. No último domingo (13), o senhor Airton Dias da Fonseca, 51, morreu no Hospital Regional do Juruá.
Segundo a família, que acusa o Hospital por negligência médica, a doença só foi descoberta após a vítima ter procurado a unidade de saúde pela 4ª vez, na mesma semana.
Sentindo sempre fortes dores abdominais, Airton procurou o Hospital pela primeira vez ainda na quarta-feira (09), onde foram receitados dois remédios para dor e, em seguida, recebendo alta sem nenhuma solicitação de exames. Persistindo os sintomas, mesmo tomando a medicação receitada, a vítima voltou a procurar o Hospital na sexta-feira (11) e no sábado (12), onde novamente foram receitados remédios para dor e, desta vez, um pedido de exame para diagnosticar casos de malária.
Já em estado crítico, pela 4ª vez, Airton foi levado novamente para o Hospital, no domingo (13), quando só então o médico plantonista verificou a situação do paciente e pediu a realização de outros tipos de exames, resultando no diagnostico tardio de uma hepatite em estado avançado, que acabou ocasionando a morte ainda na noite de domingo.
“O sentimento da família é de revolta, a gente queria que eles tivessem feito os exames, aí nós estávamos tranquilos. Ele não chegou nem mesmo a ser internado, só no domingo que já estava sem jeito que eles conseguiram fazer os exames. Eu não sou médico, mas eu dizia que ele estava com hepatite ou com malária, mas lá só faziam pedido de exame de malária”, relatou o irmão indignado.
A reportagem do site Tribuna do Juruá tentou contato com o diretor administrativo do Hospital do Juruá, Drº Marcos Melo, o qual informou que o responsável pelo caso  seria o Drº Heitor, com quem não conseguiram contato.
Vanísia Nery.

Nenhum comentário:

Postar um comentário